quinta-feira, 2 de abril de 2009

A meditação


Na bruxaria ou mesmo em outras crenças que visam o auto conhecimento, crescimento espiritual, intuição, desenvolvimento dos sentidos, a percepeção, etc, a meditação e visualização são tecnicas que devem ser aprendidas com o máximo zelo possível. A maioria dos principiantes na arte da meditação acha extremamente difícil relaxar e concentrar-se ao mesmo tempo. Muitos fazem uma força absurda e não conseguem nada. a conta de luz a ser paga, a aula de ingles, os filhos, o trabalho, parecem dançar na nossa mente. e quanto mais nos esforçamos para cessar os pensamentos mais a mente parece nos pregar peças, aumentando o ritmo frenético da dança dos pensamentos.. No começo é fácil se distrair com outras coisas, a mente está sendo invadida em uma área que ela não está acostumada e tenta lutar contra isso.

Culturas diferentes possuem técnicas próprias de meditação. no oriente é comum sentarem na posição de lótus; sentar-se no chão com as pernas cruzadas e a coluna ereta sem estar se apoiado em nada, pra mim essa posição sempre foi muito difícil e desconfortável, acho que pra muitos praticantes também. O ideal é se estar confortável, até pra manter as distrações como dores e formigamentos bem longe! só aconselho mater a coluna ereta (como apoiada no escosto de uma cadeira) e não praticar deitado ou cansado, há o perigo de se pegar no sono..

Pois bem, entre os pensamentos há um meio, um espaço entre eles, é como se houvesse um pensamento acontecendo num primeiro plano e outro pra surgir em um segundo plano e entre eles há um vazio. Esse "vazio" é um profundo silêncio, e a percepção desse momento remove a ilusão de separação de você com o resto do universo, nesse momento você alcança o infinito viajando pela escuridão aveludada do não- pensamento. É isso que devemos alcançar.

Esse estado alterado de consciência é totalmente nescessário para um ritual. Devemos então domar o que é considerado como uma fera selvagem, o primeiro plano da nossa mente.


Exercício


Providencie uma luz fraça ou chama de uma vela em algum lugar atráz de você, luz direta pode incomodar ou atrapalhar.

Sente-se confortavelmente com a coluna reta e começe fechando os olhos.

Respire profundamente algumas vezes, tente a respiração diafragmática (enchendo a barriga e não o peito), você pode contar as respirações ou apenas se concentrar nela. depois deixe-a voltar ao normal.

O objetivo agora é vaguear pela escridão de seus pensamentos, mesmo que eles pareçam querer funcionar mais que o normal não se impressione! Gentilmente mas de forma firme afaste-os .

Permaneça por alguns minutos mas lembre-se de não usar a força, apenas uma pressão sutil, se algo te levar a outros pensamentos volte novamente a seu estado de calma e continue treinando os pensamentos para que eles se acalmem, até que consiga manter esse estado de silêncio por algum tempo, nem que sejam poucos segundos.

Depois repita a respiração profunda, espreguice-se se quiser para voltar a seu estado normal e continue esse processo diariamente, mesmo que por poucos minutos.


Você estará fazendo 3 coisas;

-disciplinando sua vontade.
-descobrindo o silêncio sublime no centro de seu ser e ativando esse centro.
-e preparando o terreno para magia intencional.


Existem como já disse outras tecnicas, você pode usar a que se adaptar melhor.


Boa meditação!

Um comentário:

lesadosemgeral disse...

Não tenha medo da conjuração.
Mas o importante é dizer que vc é bacana.
Divide.