terça-feira, 12 de maio de 2009

Para aumentar suas habilidades psíquicas.

Uma coisa que gosto muito de postar aqui são exercícios. primeiro, porque não é nescessário ser uma bruxa para pratica-los, fazer os exercícios não faz de ninguém um bruxo. e para um bruxa eles são simplesmente básicos e extremamente nescessários para o desenvolvimento das habilidades da mente.


Diz a tia Starhawk (grande escritora e bruxa) que o iniciante deve desenvolver quatro habilidades básicas:

1-relaxamento (altera o padrão das ondas cerebrais e ativa centros de energia que, normalmente, não são utilizados)
2-concentração (significa estabelecer uma ligação energética com a terra)
3-visualização (significa ver, ouvir, tocar, sentir e sentir o sabor com os sentidos internos)
4-projeção(projeção de energia. Através das mãos, por exemplo)

O primeiro passo é perceber e treinar a respiração, exercícios relativamente simples como este abaixo ajudam muito.


Exercício 1: Respiração Diafragmática
Fonte: Paul Tuitéan e Estelle Daniels, “Wicca Essencial”

Passo 1: Primeiro, fique de pé, deite de costas ou sente-se relaxadamente com a coluna reta. Coloque uma das mãos sobre o estômago, logo acima do umbigo, e a outra sobre o peito, na altura do coração; encoste a língua no céu da boca.

Passo 2: Inspire lentamente pelo nariz. Sinta com a mão o estômago elevar-se, mas procure não levantar o peito. Não queira encher os pulmões completamente, fazer o que se chama de grande respiração. Apenas procure levar o ar para as camadas mais profundas dos pulmões. A isso se dá o nome de respiração profunda.

Passo 3: Em seguida, contraia os lábios como se fosse assobiar, mantendo a língua no céu da boca. Expire lentamente pela boca, pressionando o estômago com a mão. Novamente, não deixe o peito subir ou descer.

Passo 4: Continue respirando assim, ritmicamente. Esse padrão deve criar um ritmo agradável, mas regular, de:

Inspiração- inspire pelo nariz e dirija o ar para as camadas mais profundas dos pulmões. Retenção- mantenha o fôlego enquanto se sentir bem.
Expiração- expire pela boca o mais suavemente possível.
Retenção- mantenha os pulmões vazios pelo tempo que conseguir.

(adote um sistema de contagem de tempo, por exemplo, inspire contando até 4, retenha o ar contando até 4, expire contando até 4, mantenha os pulmões vazios contando até 4... por aí vai. podem ser 3, 4, 5 segundos, tanto faz, use o que for mais confortável)


Ps. Como você estará substituindo o dióxido de carbono (que a maioria das pessoas armazena no fundo dos pulmões) por oxigênio numa quantidade considerável, você poderá induzir a hiperventilação. Por isso, tome cuidado, pois poderá ficar inconsciente. Até se acostumar com a tecnica não exagere!


Exercício 2: Relaxamento
Fonte: Starhawk, “A Dança Cósmica das Feiticeiras”


(Este exercício pode ser feito sozinho, em grupo ou ou com um parceiro. Comece deitando de costas. Não cruze braços ou pernas. Afrouxe qualquer roupa que estiver causando algum tipo de compressão.)

A fim de conhecermos o relaxamento, em primeiro lugar, devemos experimentar a tensão. Vamos tensionar todos os músculos do corpo, um por um, e mantê-los tensos até relaxarmos todo o nosso corpo em uma só respiração. Não aperte os músculos para que não tenha cãibra, somente retese-os ligeiramente. Comece com os dedos do pé. Tensione os dedos do pé direito... e, agora, do pé esquerdo. Tensione o pé direito... e o pé esquerdo. O calcanhar direito... e o calcanhar esquerdo...(Continue passando por todo o corpo, parte por parte. De vez em quando, relembre o grupo para que tensione quaisquer músculos que deixaram soltos.)“Agora, tensione seu couro cabeludo. Todo seu corpo está tenso... sinta a tensão em cada parte. Tensione quaisquer músculos que estejam afrouxados. Agora, respire fundo... aspire... (pausa)... expire... e relaxe!

Agora relaxe completamente. Você está completa e totalmente relaxado. Os dedos de sua mão estão realxados e os dedos do seu pé estão relaxados. Suas mãos estão relaxados e seus pés estão relaxados. Seus pulsos estão relaxados e seus calcanhares estão relaxados. Seu corpo está leve; como se fosse água, como se estivesse desmanchando na terra. Permita-se ser levado e vagar tranqüilamente em seu estado de relaxamento. Se quaisquer preocupações e ansiedades perturbarem a sua paz, imagine-as escoando do seu corpo como água e fundindo-se à terra. Sinta-se sendo purificado e renovado.

Permaneça em estado de relaxamento profundo por alguns minutos. é bom praticar esse exercício diariamente, até que seja capaz de relaxar completamente de forma automática, sem necessidade de passar por todo o processo.


Exercício 3: Concentração e Centralização
Fonte: Starhawk, “A Dança Cósmica das Feiticeiras”

Antes de dar início à prática da visualização, devemos nos concentrar e centrar. Esta é, provavelmente, uma das técnicas básicas do trabalho mágico. Concentração significa estabelecer uma ligação energética com a terra. O exercício da Árvore da Vida é um dos métodos de concentração. O outro é visualizar uma corda ou mastro que se estende da base da sua espinha dorsal até o centro da Terra. Centre-se alinhado o corpo ao longo de seu centro de gravidade. Respire a partir do seu centro- do seu diafragma e abdome. Sinta a energia fluir da terra e ocupar você. a concentração é importante pois permite que você sorva a vitalidade da terra, em lugar de esgotar a sua. Quando canaliza energia, ela serve como um pára-raios psíquico: as forças atravessam você em direção à terra, em vez de lhe “queimarem” a mente e o corpo.


Exercício 4: Visualizações Elementares
Fonte: Starhawk, “A Dança Cósmica das Feiticeiras”

Este exercício é para os que têm dificuldade de visualizar. Concentre-se e centre-se. Feche os olhos e imagine que está olhando para uma parede branca ou uma tela vazia. Pratique visualizar formas geométricas simples: uma linha, um ponto, um círculo, um triângulo, uma elipse e assim por diante. Quando você for capaz de ver nitidamente as formas, visualize a tela em cores: vermelha, amarela, azul, alaranjada, violeta e preta, uma de cada vez. Pode ajudar se você olhar para um objeto colorido, antes, com os olhos abertos; a seguir, feche os olhos e mentalmente veja a cor. Finalmente, pratique visualizar formas geométricas em várias cores. Altere as cores e formas até que, com espontaneidade, possa fazê-lo mentalmente.


Exercício 5: A Meditação da Maçã
Fonte: Starhawk, “A Dança Cósmica das Feiticeiras”

Visualize uma maçã. Segure-a em suas mãos; vire-a; sinta-a. Sinta a forma, o tamanho, o peso, a textura. Repare a cor, o reflexo da luz em sua casca. Traga-a para junto de seu nariz e cheire-a. Dê uma mordida e prove-a; ouça o som feito por seus dentes ao mordê-la. Coma a maçã; sinta-a descendo por sua graganta. Veja-a tornando-se menor. Quando você a tiver comido até o caroço, deixe-a desaparecer. Repita com outros alimentos.


Ao terminar os exercícios, você precisa devolver pra Terra a energia que sobrou, o que chamamos de aterramento. E, antes de levantar e ir fazer qualquer outra coisa, precisa lembrar de recolher qualquer corda, mastro ou raiz que você estendeu pra dentro da Terra. Pra quê tudo isso? Só porque eles gostam de ser chato? não. Se você esquecer de devolver à Terra o resto de energia que pegou emprestada, o excesso de energia vai gerar irritação e até dores físicas, uma dor de barriga, por exemplo. É o que chamamos de maré da destruição. A “cura” pra isso é aterrar. Se você esquecer de recolher suas raízes pra dentro de você, as raízes vão continuar ligando você ao lugar do qual saiu, se esticando feito um chiclete e se emaranhando pelos móveis enquanto você anda pela casa. Feche seus chakras ao menos passando as mãos por eles para evitar maiores problemas.

Exercício 6: Aterrando o Poder
Fonte: Starhawk, “A Dança Cósmica das Feiticeiras”

(Também chamado de concentrando o poder. Aterrar o poder é uma das técnicas básicas da magia. O poder deve ser aterrado cada vez que for despertado. Do contrário, o que sentimos como sendo uma energia vitalizante degenera-se em tensão nervosa e irritabilidade.)
Agora, deite-se no chão e relaxe. Coloque as palmas de suas mãos no chão ou estire-se por inteiro. Deixe que o poder entre na terra através de você. (Mesmo se o encontro for realizado numa cobertura a quinze andares do solo, visualize a energia fluindo para a terra em si.) Relaxe e deixe que a força flua através de você... deixe que ela flua profundamente em direção à terra... onde ela será purificada e renovada. Relaxe e permita-se vagar tranqüilamente.”

Lembre-se sempre de “fechar” a Terra, antes de sair do lugar. Vai evitar que a coitada fique jorrando energia, feito uma fonte.Visualização é a capacidade de ver, ouvir, sentir, tocar e sentir o sabor com os sentidos internos. Não é apenas ver com os olhos da mente, mas também sentir o cheiro, o gosto, o tato. Quando começar a praticar os exercícios de visualização, vai lhe parecer que seus sentidos estavam, até então, adormecidos, e você nunca tinha parado pra pensar no gosto e no cheiro de nada. Em sua vida cotidiana, você vai querer prestar mais atenção nos cheiros, nas cores, nos sabores, tentando retê-los na memória, pra usá-los nas visualizações. Vai parecer que a sua vida tem mais cor, mais cheiro e mais sabor. Todo um mundo novo de sensações vai se abrir pra você.

2 comentários:

Nadja Saori disse...

Nossa, ameeeei o texto... adoro exercícios!!! E já realizei o de relaxamento hoje !!!
Continuarei fazendo este exercício sempre pela manhã, acho que vai surtir ume feito legal que me permitirá ter dias melhores :)

Muito obrigada!!!

Sara L.Miranda disse...

Que blogue tão belo e encantador!
Esta mensagem é muito bonita.
Um beijinho grande